publicado por adm | Domingo, 13 Fevereiro , 2011, 00:09

As impressoras passaram de trambolhos a objetos de decoração em casa. Alguns modelos têm um design tão diferenciado que podem ser confundidos com tocadores de Blu-ray ou com aparelhos de som. A evolução também chegou ao principal: a impressão. Agora não é mais preciso estar próximo à impressora com um cabo conectado à ela. Basta enviar um e-mail para o endereço eletrônico do dispositivo que ele começa a imprimir. Ou então, ligar o periférico a rede Wi-Fi da casa e imprimir utilizando o laptop, o celular e o tablet.

 

As multifuncionais aparecem como as preferidas dos consumidores pela facilidade de ter tudo a mão: scanner, fotocópia e impressão. A montagem desses equipamentos também é mais trabalhosa. Na fábrica da HP em São Paulo, por exemplo, há uma repartição na linha de produção completamente esterilizada para que o vidro do scanner não vá para as lojas com poeira ou riscos. Na hora da compra, o consumidor deve ficar atento à resolução do scanner e ao software que acompanha o produto. Muitas vezes, a digitalização não pode sair como desejado por causa desse aspecto.

 

Combinar uma multifuncional com mobilidade e ainda apresentar um design inovador faz parte dos planos da HP. No ano passado, a empresa apresentou uma linha de impressoras que conta com o sistema ePrint, que dá ao dispositivo um endereço próprio de e-mail e possibilita ao usuário a impressão a distância. Destaque também para o desenho dos dispositivos. O modelo Envy, por exemplo, tem um design inovador e em nada lembra uma impressora.

 

A Lexmark integrou as multifuncionais com a internet e foi a primeira empresa a proporcionar funções de impressão sem fio em toda a linha de produtos. A companhia também é pioneira em comercializar dispositivos baseados no padrão 802.11n, que oferece um maior alcance e disponibilidade do sinal sem fio, para acelerar as taxas de transferência de arquivos. A tela touchscreen do modelo S608 permite criar soluções personalizadas com um só botão para simplificar as tarefas mais comuns, como digitalizar diretamente para o e-mail. Além disso, o usuário pode acessar notícias, ver seus sites preferidos de compartilhamento de fotos ou a previsão do tempo, tudo a partir da multifuncional.

 

Usabilidade

 

Preço acessível e qualidade na impressão fazem parte dos produtos da Epson. A Stylus T25 tem velocidade de impressão de 28ppm (páginas por minuto) em preto e 15ppm em cores e resolução de até 5.760 x 1.440DPI, que imprime fotos e imagens com boa resolução. Como os cartuchos são individuais, o usuário troca somente a cor que acabar, economizando dinheiro e protegendo o meio ambiente, pois não há desperdício de tinta. Além disso, os cartuchos utilizados na impressora, são resistentes a água e luz e podem durar até 120 anos.

 

A aposta da OKI é em impressoras a laser que atendam tanto o consumidor final quanto a pequenas e médias empresas. Os dispositivos da série MB400 são multifuncionais compactas e prontas para trabalhar em rede. Elas permitem produzir documentos profissionais com mais velocidade e para ajudar no controle de custos, os modelos da série MB400 têm padrão de impressão frente e verso, o que gera economia de papel e diminui os custos da operação. Todos os modelos imprimem a primeira página em menos de seis segundos — são 30 impressões por minuto (ppm). As impressoras proporcionam economia ainda na troca do toner. Os suprimentos estão divididos em duas peças e permitem a substituição do cartucho sem precisar trocar o cilindro no mesmo momento.

 

Os recondicionados e os piratas

 

» Os cartuchos recondicionados são aqueles que foram recarregados após o término da tinta. Os fabricantes não aconselham o uso desses tipo de cartucho, pois nem sempre é possível saber a procedência da tinta utilizada para recarregá-lo. Já os piratas tentam se passar por originais (geralmente utilizando etiquetas a marca) e apresentam tinta de má qualidade.“Dois fatos muito corriqueiros no uso dos cartuchos e tinta piratas são o entupimento os orifícios e o vazamento dos mesmos. Tais situações provocam danos aos equipamentos, por vezes, necessitando a troca de peças internas e desgastes ainda maiores o funcionamento das impressoras, além de comprometer a produtividade, principalmente em locais que necessitem alta disponibilidade e qualidade, ausando prejuízos e aborrecimentos”, explica José Antonio Abbate, gerente de comunicação da Lexmark.

 

Glossário

 

» PPM É a sigla para página por minuto e mostra quantas páginas a impressora imprime a cada 60 segundos. Há uma variação de acordo com a qualidade configurada no equipamento.

 

» Resolução do scanner (DPI) É a sigla em inglês para dots per inches (pontos por polegadas, em português). Quanto mais alta a resolução, mais detalhada é a imagem.

 

» Interface Pode ser USB, Wi-fi ou ePrint.

 

» Ciclo de trabalho Quantidade estipulada, geralmente por mês, para impressão no equipamento. Ao ultrapassar esse número, a qualidade não será a mesma e o equipamento pode ser danificado.

fonte:www.em.com.br


pesquisar neste blog
 
links