publicado por adm | Sábado, 17 Abril , 2010, 12:49

As impressoras de sublimação (ou impressoras de sublimação de cor) são um tipo de impressora que utilizam o calor para transferir a tinta sob a forma de gás para um papel especial, com cobertura de plástico, ou para materiais como alumínio, aço inox ou tecidos com no mínimo 30% de poliéster.

Essas impressoras utilizam cartuchos de tinta independentes, que são como fitas; essas fitas transferem através de calor, as imagens para o papel que está sendo impresso. Cada uma das quatro cores básicas (magenta, amarelo, ciano e preto) são impressas uma de cada vez, ou seja, toda a folha é impressa utilizando o magenta, depois a folha é recolhida e é impresso o amarelo, e assim por diante. Isso eleva um pouco o tempo da impressão.

Esta tecnologia é ideal para imprimir fotografias e pinturas. Seu custo, todavia, é bastante elevado.

Fonte:wikipedia


publicado por adm | Sábado, 17 Abril , 2010, 12:46

Uma impressora matricial ou impressora de agulhas é um tipo de impressora de impacto, cuja cabeça é composta por uma ou mais linhas verticais de agulhas, que ao colidirem com uma fita impregnada com tinta (semelhante a papel químico), imprimem um ponto por agulha. Assim, o deslocamento horizontal da cabeça impressora combinado com o acionamento de uma ou mais agulhas produz caracteres configurados como uma matriz de pontos.

A definição (qualidade) da impressão depende, basicamente, do número de agulhas na cabeça de impressão, da proximidade entre essas agulhas e da precisão do avanço do motor de acionamento da cabeça de impressão. As impressoras mais frequentemente encontradas têm 9, 18 ou 24 agulhas.

Embora já sejam consideradas antigas, ainda encontram uso em aplicações, tais como:

  • Impressão de documentos fiscais, devido a possibilidade de imprimir usando papel carbono;
  • Sistemas onde é necessário manter um custo baixo;
  • Grandes volumes de impressão.

Alguns modelos suportam papel de formulário contínuo.

A Epson 300, 810 LX e a Citizen GSX 190 são as mais usadas no Brasil.

Epson LX - 300

A impressora matricial Epson LX-300 possui 80colunas e 49 linhas por impressão, podendo então ser usados estes parametros para imprimir em notas fiscais em centímetros da seguinte maneira: 80 colunas para x centimetros x colunas para y centimetros

tendo assim as colunas impressas em cm

Fonte:wikipedia


publicado por adm | Sábado, 17 Abril , 2010, 12:45

Impressora a laser é um tipo de impressora que produz resultados de grande qualidade para quem quer desenho gráfico ou texto, utilizando a tecnologia do laser.

Esta impressora utiliza o raio laser modulado para a impressão e envia a informação para um tambor, através de raios laser.

O modo de funcionamento é muito semelhante ao das fotocopiadoras. As impressoras a laser podem imprimir a cor preta.

O funcionamento das impressoras a laser baseia-se na criação de um tambor fotossensível, que por meio de um feixe de raio laser cria uma imagem eletrostática de uma página completa, que será impressa. Em seguida, é aplicada no tambor, citado acima, um pó ultrafino chamado de TONER, que adere apenas às zonas sensibilizadas. Quando o tambor passa sobre a folha de papel, o pó é transferido para sua superfície, formando as letras e imagens da página, que passa por um aquecedor chamado de FUSOR, o qual queima o Toner fixando-o na página. Cientistas fazem pesquisas para verificar se realmente há o risco da fumaça liberada durante a impressão ser cancerígena ao organismo humano. ONGs tentam parar a produção das impressoras do tipo até o fim das pesquisas.

Fonte:wikipedia

tags:

publicado por adm | Sábado, 17 Abril , 2010, 12:39

Uma impressora ou dispositivo de impressão é um periférico que, quando conectado a um computador ou a uma rede de computadores, tem a função de dispositivo de saída, imprimindo textos, gráficos ou qualquer outro resultado de uma aplicação.

Herdando a tecnologia das máquinas-de-escrever, as impressoras sofreram drásticas mutações ao longo dos tempos. Também com o evoluir da computação gráfica, as impressoras foram-se especializando a cada uma das vertentes. Assim, encontram-se impressoras optimizadas para desenho vectorial e para raster, e outras optimizadas para texto.

A tecnologia de impressão foi incluída em vários sistemas de comunicação, como o fax.

 

Características

As impressoras são tipicamente classificadas quanto à escala cromática (em cores ou em preto-e-branco), páginas por minuto (medida de velocidade) e tipo.

Bidirect print

Bidirect print consiste na impressão bidirecional. Quando o cabeçote da impressora vai para a direita ele imprime e quando retorna para esquerda também é feita a impressão. Este expediente tecnológico torna as impressoras mais rápidas.

Tipos de impressora

Impressora de impacto


Exemplo de uma impressora matricial: Apple Scribe

As impressoras de impacto baseiam-se no princípio da decalcação, i.e., ao colidir uma agulha ou roda de caracteres contra um fita de tinta dá-se a produção da impressão. As impressoras margarida e impressoras matriciais são exemplos de impressoras de impacto.

Impressora de jato de tinta

Essas impressoras imprimem através de um cartucho de tinta que vai de 3 à 30 ml. Algumas têm uma ótima qualidade de impressão quase se igualando às de Laser. Sao as impressoras mais utilizadas.

Impressora a laser

As impressoras a laser são o topo de gama na área da impressão e seus preços variam enormemente, dependendo do modelo. São o método de impressão preferencial em tipografia e funcionam de modo semelhante ao das fotocopiadoras. Utilizam Tonner revelador, no lugar de Tinta.

Impressora térmica

Embora sejam mais rápidas, mais econômicas e mais silenciosas do que outros modelos de impressoras, as impressoras térmicas praticamente só são utilizadas hoje em dia em aparelhos de fax e máquinas que imprimem cupons fiscais e extratos bancários. O grande problema com este método de impressão é que o papel térmico utilizado desbota com o tempo, obrigando o utilizador a fazer uma fotocópia do mesmo.

No início do século XXI, modelos mais avançados, as impressoras de transferência térmica, difundiram-se ao permitir impressão em cores. Seu custo, todavia, ainda é muito superior ao das impressoras de jato de tinta.

Impressora Solvente

Estas impressoras são indicadas para profissionais de comunicação visual e artes gráficas como: Bureaux, empresas gráficas, grandes varejistas, entre outras. Como utiliza tinta a base de solvente é ideal para fazer impressões de banners, imagens de grandes formatos para pontos de venda, faixas, adesivos em vinil, material para adesivação automotiva, outdoors, ampliações, entre outros.

Plotter

As plotters são especializadas em desenho vectorial e muito comuns em estúdios de arquitectura e CAD/CAM.

Outros tipos de impressora

Impressoras de cera térmica

Estas impressoras são mais usadas para transparências em apresentações empresariais e para prova de cor (criação de documentos e imagens teste para uma inspeção de qualidade antes do envio dos documentos mestre para serem impressos em impressoras industriais offset de quatro cores). As impressoras de cera térmica utilizam tambores CMYK direcionados por uma fita, e papel ou transparência especialmente cobertos. A cabeça de impressão contém elementos quentes que derretem cada cor de cera no papel conforme ele rola pela impressora. Elas são muitos úteis em lojas comercias onde são impressas notas de recibo comercial.

Impressoras dye-sublimation

Usadas em empresas como agências de serviço — onde a qualidade profissional dos documentos, panfletos e apresentações é mais importante que o custo dos consumíveis — as impressoras dye-sublimation (ou dye-sub) são os cavalos de batalha da impressão CMYK de qualidade. Os conceitos por trás das impressoras dye-sublimation são similares aos das impressoras de cera térmica, exceto pelo uso de filme dye plástico difusivo ao invés de cera colorida. A cabeça de impressão aquece o filme colorido e vaporiza a imagem em papel especialmente coberto.

A dye-sub é bastante conhecida no mundo do design e publicações, assim como no campo da pesquisa científica, onde é necessário ter precisão e detalhes. Tais detalhes e qualidade de impressão têm um preço, já que as impressoras dye-sub também são conhecidas por seus altos custos de impressão.

Estas impressoras também são usadas para impressão cartões de PVC, ou de Polyester.

Elas são largamente utilizadas na area de seguraça e credenciamento, para impressão de crachás de identificação. E inclusive em alguns paises elas são utilizadas para confecção de carteiras de motoristas.

Impressoras de tinta sólida

Usadas principalmente nos setores de embalagens e design industrial, as impressoras de tinta sólida são famosas por imprimir numa variedade de tipos de papel. As impressoras de tinta sólida, como o nome indica, usam espetos de tinta endurecidos, que são derretidos e espirrados através de pequenos bocais na cabeça de impressão. O papel é então enviado através de um rolamento fusor, que por sua vez força a tinta sobre o papel.

A impressora de tinta sólida é ideal para provas e protótipos de novos designs de embalagens de produtos. Sendo assim, a maioria das empresas de serviços não tem necessidade deste tipo de impressora.

 

Impressora de cartão PVC

As impressoras de cartões de identificação são ideais para empresas que necessitem imprimir cartões de identificação para segurança, cartões de fidelidade, cartões de membros de faculdades, escolas, clubes e associações, entre outros. Apresentam-se como uma ótima solução para bureaus de prestação de serviços, mercados educacionais (escolas, universidades), entidades recreativas (parques, clubes), supermercados, grandes magazines, hospitais, órgãos governamentais, programas de fidelidade, convênios, e empresas de todos os portes.

Fonte:wikipedia


publicado por adm | Sábado, 17 Abril , 2010, 12:32

As impressoras a jato de tinta utilizam sistemas dotados de uma cabeça de impressão ou cabeçote com centenas de orifícios que despejam milhares de gotículas de tinta por segundo, comandados por um programa que determina quantas gotas e onde deverão ser lançadas as gotículas e a mistura de tintas.

 

Cores

A mistura é importante na formação das cores pois os cartuchos coloridos que tem usualmente 3 cores (ciano, amarelo e magenta) enquanto o preto apenas uma sendo todas as outras cores formadas por misturas destas. Impressoras com qualidade fotográfica, possuem 6 cores, sendo 2 complementares: ciano claro, e magenta claro, para conseguir maior fidelidade nas gradações de cores. A fidelidade vai depender da tecnologia empregada e da qualidade da tinta.

Relações entre resolução de monitor de vídeo e resolução de impressora


Uma imagem com 10×10 pixels no monitor de vídeo precisa de uma densidade de impressão bem maior em uma impressora jato de tinta, para obter-se qualidade semelhante.

Uma impressora jato de tinta necessita de um número muito maior de pontos por polegada para imprimir, com qualidade semelhante, uma imagem mostrada no monitor de vídeo que tenha um determinado número de pixels por polegada.

Isso acontece porque a impressora trabalha com pontos formados por até quatro canais de cores (normalmente o padrão CMKY), cada um deles com apenas uma opção de intensidade (quantidade fixa de tinta por canal), enquanto um monitor de vídeo forma um pixel utilizando três canais de cores (RGB), mas cada um deles com 256 níveis de luminosidade diferentes. Sendo assim, o número de cores que podem ser gerados pela impressora em um ponto é 16 (24), enquanto um monitor de vídeo pode gerar 16.777.216 (256³) cores diferentes em um pixel. Algumas impressoras têm a capacidade de variar a quantidade de tinta de cada canal de cor ou ter canais de cores adicionais, mas, ainda assim, haverá muito menos opções que as disponíveis em um monitor. A maioria das impressoras resolve essa limitação utilizando recursos de meio-tom (ou dithering) para simular cores adicionais, necessitando de vários pontos de impressão para obter o mesmo efeito de um único pixel na imagem do monitor.

Tecnologias

Buble jet ou térmico

Atualmente é o sistema mais utilizado, onde a impressora aquece pequenas quantidades de tintas a até 500 °C. Com o aquecimento uma bolha é formada e força as pequenas gotículas de tinta saírem pelo bocal. O processo leva cerca de 20 milionésimos de segundo por gota. Esse é o sistema utilizado por fabricantes como Hewlett-Packard, Lexmark, Xerox e Canon. O mecanismo fica situado no cartucho de tinta, tornando o valor do cartucho mais caro, mas com menor manutenção e utilização de todo o conteúdo, pois seu conteúdo fica sob pressão. A resolução que é medida em DPIs, é boa, e tem um ótimo custo benefício.

Piezo-elétrico

Sistema utilizado pela Epson, emprega um cristal piezo-elétrico que muda de forma com a eletricidade. Assim, o cristal é entortado, gerando pressão suficiente para expelir uma gotícula de tinta, muito pequena, alcançando resoluções muito altas, com gradações de cores quase imperceptíveis. O mecanismo fica situado na impressora, sendo os cartuchos apenas reservatórios, mas com fluxo de tinta baseado em sucção, e aceitam tanto tintas corantes como pigmentadas. Sua resolução é ótima, mas tem a desvantagem de entupir com facilidade caso não seja usada diariamente.

Tipos de Tinta

Corante

São moléculas coloridas solúveis no meio base da tinta que formam uma solução verdadeira, completamente homogênea e estável. São bastante econômicas, e são utilizadas tanto em cartuchos originais como remanufaturados, sua durabilidade é média e não é a prova d'água.

Pigmentada

São partículas coloridas insolúveis que são dispersas, usualmente por meio de aditivos e moagem, de forma a permanecerem em uma suspensão estabilizada e quase homogênea. A Epson e outros fabricantes utilizam em seus cartuchos originais, a sua precisão de cor é superior a tinta corante, e sua durabilidade também, utilizada em conjunto com papéis de boa qualidade chega a ser superior a 10 anos, segundo o fabricante. Devido a seu alto grau de resistência a água, também é utilizada em papéis transfer, muito utilizados para estampar camisetas.

Fonte:Wikipedia


publicado por adm | Sábado, 17 Abril , 2010, 12:29

As impressoras de funções múltiplas são as melhores para pequenos escritórios ou para casa. É um verdadeiro milagre - uma unidade que imprime, copia e digitaliza. Ela economiza em espaço e dinheiro. Deve ser lembrado que ela faz todas estas funções mas com certas limitações. Se a exigência for para fazer um digitalização de alta definição, então este modelo três-em-um talvez seja inadequado. Ele é razoável para uso moderado e não para aplicação de uso intensivo.

Com respeito à velocidade a impressora pode provar ser demasiado lenta para uso profissional. Especialmente se for para impressões em cores. Quando estiver usando uma impressora multifuncional e tentar conseguir concluir um trabalho rapidamente, então a média de 22 páginas por minuto contra 12 páginas por minuto, faz a diferença.

As impressoras multifuncionais que têm mais memória geralmente são mais caras. Esta insuficiência torna-se mais visível quando alguém tenta fazer as três coisas juntas - scanning, imprimir e copiar. Se a exigência for pesada então é melhor optar por uma impressora multifuncional que tenha no mínimo 16 MB.

A qualidade da imagem depende do dpi ou dos pontos por polegada. O padrão (600x600) é suficiente para a impressão, mas é inadequado com respeito à qualidade da foto. As definições do scanner devem ser observadas, pois estas são geralmente baixas em modelos multifuncionais. Existe uma grande diferença com respeito à qualidade entre a resolução interpolada e ótima.

As impressoras multifuncionais que têm que ser alimentadas em uma página de cada vez pode transformar-se em uma grande dor de cabeça e tomar o dia inteiro. É melhor comprar uma impressora multifuncional que venha com um sistema alimentador original e que seja automático e que possa segurar 15 folhas de papel no mínimo.

É aconselhável não escolher uma impressora de múltiplos propósitos na prateleira da loja, tê-la embrulhada, pagar por ela e ir embora. Sempre experimente ainda na loja dando um bom tempo de atenção. Cuidadosamente verifique as especificações e observe como a impressora se comporta enquanto está sendo testada. Cada operação deve ser testada separadamente. Afinal, ela deve cumprir as exigências específicas do comprador - não importa o tamanho.

A maioria das impressoras multifuncionais são fabricadas com a função principal da saída fotográfica. Mas sendo três em um, as outras funções são também consideradas.

A função do scanner é de grande importância. Existem dois tipos principais de tecnologias envolvidas na fabricação de scanners. O tipo CCD (charged-coupled-device) funciona melhor no que diz respeito à qualidade da imagem especialmente quando se trata de livros. Por outro lado, a outra tecnologia de CIS (contact-image-sensor) faz a máquina mais durável. Outros pontos a considerar são os modelos de scanner.

O modelo flat-bed permite a exploração de objetos mais grossos. Tente incluir no pacote da compra um OCR ou reconhecimento de caráter ótico. Ele converte as páginas que são escaneadas em um texto de documento que pode ser editado. Isto economiza um bom tempo - talvez horas - se a cópia original for extraviada. Para aqueles que querem armazenar fotos antigas, compre junto com esta impressora multifuncional, acessórios que permitam fazer o scanner de slides e filmes.

A velocidade de fazer cópias pode nunca satisfazer as expectativas a menos que a unidade tenha estes recursos. Tenha sempre em mente que documentos têm de ser levantados e mudados inúmeras vezes. Sem considerar a velocidade, outras áreas de importância são a facilidade de utilização da impressora multifuncional e o armazenamento da memória. Mas com todos acessórios incluídos será muito fácil controlar múltiplas cópias; apenas poucas teclas terão que ser pressionadas.

Fonte: www.polomercantil.com.br


pesquisar neste blog
 
links
subscrever feeds